Segunda, 23 de Outubro de 2017
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Rating 5.00 (13 Votes)

Os Veteranos Rui e Meira hasteiam a flâmula do 1º GAvCa que tremulou nos céus da Itália durante a 2ª Guerra Mundial. Foto: Luis GabrielRio de Janeiro - Como acontece todos os anos, o Dia da Aviação de Caça começa a ser comemorado pelos Veteranos no dia 21. Neste dia, acontece a Reunião Anual dos Veteranos do 1º GAvCa e 1ª ELO na Sede Social do Clube da Aeronáutica do RJ e no dia seguinte a festa continua na Base Aérea de Santa Cruz com as solenidades militares.



Comandantes das unidades de caça brasileiras e os Veteranos do 1º Grupo de Aviação de Caça. Foto: Luis GabrielO almoço deste ano superou as expectativas com relação ao número de participantes.Além dos Veteranos e dos comandantes de todas as unidades de caça do Brasil, o almoço contou também com a participação de familiares (viúvas, filhos, netos e bisnetos) e muitos amigos, que vieram de vários pontos do país. Além da tradicional fala do Veterano Rui Moreira Lima, falaram também: o ex-Comandante da Aeronáutica, Carlos de Almeida Baptista, o comandante da III FAe, Brig Paulo Érico, e o atual comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça, Ten Cel Marco Fazio, O Brigadeiro Baptista falou sobre a importância de manter a tradição deste almoço, e como a presença de tantos familiares e amigos o deixava confiante sobre a perpetuação deste evento. O Brigadeiro Paulo Érico apresentou cada um dos comandantes de unidade de caça e suas respectivas aeronaves, e o Ten Cel Fazio falou sobre a importância do Dia da Aviação de Caça. Por fim, o Veterano Rui Moreira Lima brindou a todos com suas palavras e fechou com o tradicional ADELPHI e o canto do Carnaval em Veneza. No final do almoço houve o tradicional sorteio de brindes, que contou mais uma vez com o patrocínio da Adler Editora.

Brigadeiro Paulo Érico, Comandante da III FAe, apresenta os comandantes de unidades de caça


Palavras do Brigadeiro Baptista, ex-Comandante da Aeronáutica


Palavras do Veterano Rui Moreira Lima



A Festa da Caça na BASC este ano contou com um ingrediente que há muito não se via em Santa Cruz no 22 de abril, a chuva. As condições meteorológicas estavam péssimas e fizeram com que a programação fosse alterada de forma a se ajustar às intempéries. A solenidade militar que tradicionalmente acontece no pátio oeste teve que ser transferida para dentro do hangar do Zepellin. Contando com a presença do Ministro da Defesa, Celso Amorim, do Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, e vários oficiais generais da ativa e da reserva, a solenidae começou com a entregua dos seguintes prêmios: Pacau (melhor monografia), piloto mais eficiente de cada unidade de caça e unidade de caça mais eficiente. Houve também a entrega da Medalha Nero Moura para Veteranos, militares da reserva e militares da ativa. A cerimônia mlitar encerrou-se com a passagem do estandarte do 1º Grupo de Caça do piloto mais moderno para o Veterano Osias Machado.

Em seguida, todos foram convidados a se deslocar para o Monumento do P-47, onde se realizou a cerimônia comemorativa do Dia da Aviação de Caça. A solenidade teve início com o acendimento da pira que simboliza a eterna chama do piloto de caça, e coube ao Tenente Eduardo a honra de faze-lo. O Ten Cel Fazio fez seu discurso sobre a representação do Dia da Aviação de Caça, e suas repercussões até os dias de hoje na doutrina militar, e leu também o nome de todos os pilotos brasileiros que morreram durante o período que o Grupo de Caça esteve na guerra. A cada nome citado, todos em uníssono gritavam "PRESENTE" e a guarda de honra disparava uma salva de tiros.

Salva de tiros da Guarda de Honra


Os Veteranos Rui e Meira foram acompanhados pelo Ministro da Defesa Celso Amorim e pelo Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, para juntos depositarem uma coroa de flores sobre o túmulo do primeiro e eterno Comandante do 1º Grupo de Aviação de Caça, Nero Moura. Finalizando a cerimônia, os Veteranos Rui e Meira hastearam a flâmula do 1º GAvCa que tremulou nos céus da Itália, acompanhados pelo Hino da Aviação de Caça, o Carnaval em Veneza, e pelos rasantes de dois F-5EM. Inferlizmente, por conta das condições meteorológicas não houve a demonstração de tiro real no estande da BASC, desta forma, o Cel Arnaldo, Comandante da BASC, convidou a todos para um coquetel no Cassino dos Oficiais para fechar com chave de ouro as festividades do 67º Dia da Aviação de Caça.

O Sentando a Pua saúda a todos os caçadores de ontem e de hoje, bem como todos aqueles que amam a aviação. SENTA A PUA! BRASIL!

imagem001Clique aqui para ver o álbum de fotos do evento